h1

Inter: desespero e chororô

30/06/2009

Nenhum torcedor colorado imaginou que seria assim.

Às vesperas do jogo contra o Corinthians, o Internacional está desesperado.

Muito longe da quase arrogância exibida nos tempos de “melhor time do Brasil”, que hoje parecem tão distantes.

O Internacional fez seu cartaz em cima de números.

A cada gol sofrido em casa ou marcado fora, uma nova conta era informada: “é o gol de número 80 na temporada, é a primeira derrota no ano, o time segue com 100% de aproveitamento”

2 x 0 pro Corinthians, 4 x 0 pro Flamengo, 1 x 0 LDU.

A realidade bateu, mas parece que o time não acordou.

Bastaria entrar em campo envergando as mantas coloradas para abater o adversário.

Lógico que não.

O Internacional está desesperado.

Desespero que fez com que a diretoria montasse um patético dossiê sobre os jogos em que o Corinthians foi beneficiado pela arbitragem.

A torcida do Flamengo está impressionada. Não sabia que o grande time das duas batalhas das quartas-de-final da Copa do Brasil era uma espécie de Botafogo gaúcho, afeito às pequenices do chororô.

E esse chororô só mostra que o time do Internacional parece assustado, sem confiança.

O torcedor, como sempre, acredita. Tem certeza.

Mas de certo, nesta catimbada decisão, apenas a necessidade do Inter em deixar pra trás arrogância e choramingos e entrar em campo apenas para jogar seu melhor futebol.

Anúncios

2 comentários

  1. De agora em diante a interjeição clássico do gaúcho deveria ser “Mas BUÁÁÁ, tchê!”.


  2. Concordo. Deveria se ater a jogar.



Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: