h1

Pelé não teria preço nos dias de hoje

09/07/2009

Uma das poucas coisas que ainda me tiram do sério sobre futebol é quando falam mal do Pelé.

Os tempos de orkut e blogs já me blindaram das ofensas burras e vazias de torcedores rivais de 15 anos.

Mas quando falam do Rei, eu não consigo ficar calmo.

Me irrita constatar como os brasileiros não sabem valorizar os ídolos nascidos e crescidos em nosso país.

Se Michael Jackson fosse brasileiro, a população de nosso país não teria dado valor a perda do cantor. Mas já que é gringo aí todo mundo ficou triste.

Pelé fez o que ninguém nunca mais vai fazer no futebol, ajudando a imortalizar a camisa da Seleção Brasileira.

Entretanto, no auto-intitulado país do futebol, Pelé não é uma figura acima do bem e do mal.

Preferem julgar Pelé pelas “merdas” que fala, como se fosse assim, tão relevante.

Também me divirto com certas declarações equivocadas do Pelé(como quando respondeu apenas “Butt” quando perguntando quem seria o craque da Copa de 98) mas sei respeitar. Não preciso debochar pra achar graça.

Aí sempre vem um imbecil dizer que naquela época “era fácil” jogar bola. Se era tão fácil por que só Pelé foi tão bom? Por que só ele fez mas de 1200 gols? Por que nenhum de seus companheiros na época conseguia superar o negão?

Daqui a quarenta anos o futebol da época do Ronaldinho Gaúcho também vai ser ultrapassado, lento e “fácil”. É preciso entender que, proporcionalmente, o futebol daquela época é exatamente o mesmo dos dias de hoje.

E foi exatamente falando sobre o futebol dos dias de hoje em entrevista ao jornal vaticano “L’Osservatore Romano” que Pelé falou sobre a contratação de Cristiano Ronaldo:

“Só sei que não é justo ou democrático. É o grande que come o pequeno. Talvez seja normal, mas para o futebol é perigoso”

Não concordo com Pelé. Acho que o preço pago pelo Real Madrid é apenas a realidade de um esporte multibilionário.

Não é questão de justiça ou democracia. É uma questão meramente econômica. Aos que acham um absurdo os valores pagos pelo Cristiano Ronaldo, por favor, deixem de ser imbecis e comecem a entender a realidade.

Aí perguntaram pro Pelé quanto ele valeria se jogasse hoje:

“Pelé não teria preço”

Nessa ele acertou.

Alguém consegue imaginar, nos dias de hoje, um jogador do talento de Pelé dentro de campo? Se naquela época em que o marketing esportivo praticamente inexistia, a era do rádio, sem internet a fama de Pelé já rodou o mundo, imagina na “aldeia global” de hoje em dia.

Iam ter que dar o Bernabeu pro Santos pra levar o velho Gasolina.

Pra quem acha que é exagero, assista ao vídeo abaixo. Nem precisa ver ele todo. Bota direto ali por volta de 3:07 e vê o golaço do Pelé. Espetacular. Era tipo uma mistura de Ronaldo com Romário…

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: