Archive for 21 de julho de 2009

h1

Joe Jackson sobre Michael: “nunca bati nele”

21/07/2009

Joe Jackson, pai de Michael, deu entrevista ao programa de Larry King na noite de ontem(20/07) na televisão americana CNN.

Ele afirmou que nunca agrediu o filho e que o criou a “forma certa”:

“Nunca (o agredi), nunca. Eu o eduquei como todos os pais criam seus filhos. Mas pelo que eu iria agredir Michael? Nunca existiu razão para isso. É o meu filho. Eu o amava e ainda o amo”

Obviamente ele está falando a verdade.

Michael Jackson mentiu durante todos esses anos.

A perturbadora figura do cantor não era fruto de abusos sofridos na infância.

Talvez por isso Joe tenha ficado de fora do testamento…

Basta olhar no rosto de Michael na entrevista abaixo para ver que se trata da expressão de uma pessoa que nunca sentiu a dor de ser abusado pelo pai:

“Ele cresceu da forma certa, ele não corria pelas ruas como todas as outras crianças do bairro”.

h1

Top 10 piores contratações do Manchester United

21/07/2009
Kleberson_682x400_841177a

Kleberson, Ferguson e Cristiano Ronaldo

Aproveitando a contratação de risco de Michael Owen pelo Manchester United, o tablóide inglês The Sun resolveu fazer uma lista das 10 piores contratações do Manchester sob o comando de Alex Ferguson.

Apesar de ter marcado seu gol de estréia em seu primeiro jogo com a camisa do Untd – 2 x 0 contra o Malaysia XI – Owen ainda é visto com muita desconfiança pelos torcedores e imprensa da Inglaterra.

Dessa forma, nada melhor que fazer uma lista das piores bombas trazidas a Old Trafford pelo eterno treinador do Manchester.

Para os brasileiros, muitos devem ser desconhecidos, mas é bastante curioso constatar quem foram o quarto e o primeiro colocados…

– – –

10. David Bellion

O atacante francês marcou um gol em vinte jogos antes de Ferguson resgatá-lo do Sunderland, em 2003.

E seu retorno foi tão terrível quanto: marcou quatro gols em dois anos de Campeonato Inglês.

Com essa fantástica performance, foi mandado para o West Ham, onde manteve a média, marcando apenas um gol.

9. William Prunier

Muitos torcedores do Manchester nem lembram desse zagueiro francês que jogou no clube em 95. Outros simplesmente preferem esquecer.

Apesar de ter feito apenas duas partidas sob o comando de Ferguson, deixou sua marca.

No primeiro jogo, contra o fraco QPR ele se saiu bem. Mas na partida seguinte, com o Manchester levando uma goleada de quatro para o Tottenham com uma atuação desastrosa do francês, não teve como continuar na equipe.

8. Owen Hargreaves

Em 2007, Ferguson fez o diabo para que o Manchester acertasse com o volante da Seleção da Inglaterra e do Bayern de Munique Owen Hargreaves.

E conseguiu: por £18 milhões o jogador que tinha acabado de brilhar na Copa do Mundo chegava a Old Trafford.

Mas uma série de graves lesões prejudicou sua passagem pelo clube e seu futuro na equipe permanece uma incógnita e nada otimista.

7. Liam Miller

Quando a lenda do United Roy Keane chagava perto de sua aposentadoria, Ferguson saiu desesperadamente a procura de um sucessor.

Quem melhor que um jovem volante irlandês para preencher a vaga?

O problema é que Miller nem se comparava em termos de futebol ao antecessor e a pressão do rótulo de “o novo Keano” foi demais para o jogador.

Ele acabou indo por empréstimo para o Leeds antes de ser contratado pelo próprio Keane para jogar no Sunderland.

6. Eric Djemba-Djemba

Outro sucessor de Roy Keane que deu errado, muito errado.

Nos 20 jogos que disputou em duas tempoaradas pelo Manchester, não mostrou nada que pudesse lembrar a habilidade do Irlandês.

Djemba-Djemba, que chegou em 2003 do Nantes, era praticamente desconhecido antes de ser jogador do Manchester.

E logo voltou a mesma condição.

5. Manucho

O angolano foi contratado como uma grande aposta de risco do Manchester em janeiro de 2008.

Ele nunca tinha jogado fora de seu país, mas havia mostrado potencial jogando pela Seleção.

Menos de 18 meses após sua contratação, foi vendido ao Valladollid.

4. Kleberson

Foi fácil esquecer que Kleberson era campeão de Copa do Mundo antes de chegar ao Manchester.

Sua atuação na Copa do Japão e Coréia em 2002 fez com que se transferisse para Old Trafford por £6 milhões.

Mas ele nunca foi mais um jogador de pouca participação após ser contratado, e Ferguson ainda teve que levar um prejuízo de £4 milhões quando ele foi vendido para o Besiktas em 2005.

3. Massimo Taibi

O goleiro italiano jogou apenas quatro jogos, mas ficará sempre marcado por uma coisa – AQUELE gol.

Após duas fracas atuações o goleiro, que custou £4.4 milhões, foi titular contra o Southampton.

O Manchester vencia o jogo por 2 a 1, até que Matt Le Tissier entrou no time do Southampton, meteu um peteleco pro gol… e a bola passou pelo meio das pernas do goleiro, num frango histórico:

Surpreendentemente, esse não foi o último prego no caixão de Taibi. Uma derrota de 5 a 0 para o Chelsea é que deu fim a carreira do goleiro em Old Trafford.

2. Diego Forlan

O atacante uruguaio Diego Forlan é considerado hoje um dos melhores do mundo em sua posição. No tempo que jogou pelo United, não chegava nem perto desse reconhecimento.

Ferguson pagou £7 milhões pelo uruguaio esperando uma chuva de gols.

Conseguiu apenas a modestíssima média de um gol a cada seis jogos durante as duas temporadas em que ficou na equipe.

1. Veron

O carrasco do Cruzeiro é considerado a pior contratação da Era Ferguson simplesmente pelo custo benefício.

Veron já era considerado um dos melhores jogadores do mundo quando o Manchester pagou astronômicos £28 para ter o argentino no elenco.

Mas apenas duas temporadas horrorosas, a torcida pediu sua cabeça e o Manchester não teve outra saída a não ser vender o jogador para o Chelsea por £15 milhões, quase metade do valor gasto para contratá-lo

h1

Beckham pode voltar pra Inglaterra

21/07/2009

Tottenham e Manchester City querem tirar David Beckham dos Estados Unidos.

Depois dos seis meses jogando no Milan, os clubes ingleses se animaram com a possível volta de Becks ao seu país de origem.

Principalmente por causa da raivosa recepção que os torcedores do Galaxy prepararam para Beckham no primeiro jogo de seu retorno em casa, um empate em 2 x2 com o Milan que foi parte do pagamento da equipe italiana pelo empréstimo do jogador.

Beckham foi vaiado e hostilizado por parte da torcida. Além de cartazes e vaias, o jogador quase teve que enfrentar um torcedor que pretendia mostrar seu descontentamento de forma mais física.

Segundo o The Sun, representantes do City e do Tottenham estão dispostos a esperar até o mês de outubro – quando acaba o contrato de Beckham – ao fim da temporada da MLS, para oferecer um contrato de dois anos.

Beckham teve uma boa passagem pelo Milan, mas ao voltar aos Estados Unidos, encontrou um cenário de guerra esperando por sua volta.

Após perder metade da temporada do LA Galaxy, não foi poupado nem por colegas de equipe.

Landon Donovan, astro do futebol norte-americano e jogador do Galaxy, foi aos jornais criticar publicamente a postura de Beckham dentro do time, afirmando que o inglês, além de tudo, não era um bom capitão para a equipe.

Beckham saiu com muita elegância do episódio. Graças a experiência que tem como jogador, evitou conflitos e disse que conversaria com Donovan em particular. Mas é óbvio que ficou chateado.

Além disso, o jogador tem muita vontade de disputar a Copa do Mundo de 2010 e o técnico da Inglaterra Fabio Capello já avisou que ele precisa estar atuando em um grande clube inglês se quiser ser convocado.

Se sair em outubro, Beckham vai deixar de ganhar mais da metade das £125 milhões previstas no contrato assinado em 2007. Mas estaria livre para negociar com outro clube.

Um péssimo, mas não imprevisto, final para a aventura hollywoodiana de David Beckham.

Beckham confronta torcedores do Galaxy:


h1

Alex Ferguson diz que Tevez não vale £25 milhões

21/07/2009

Não basta desprezar, tem que pisar.

E foi exatamente isso que o técnico do Manchester United, Alex Ferguson, fez quando se referiu ao jogador Carlos Tevez, recém contratado pelo rival Manchester City.

Ao tablóide The Sun Ferguson não mediu palavras e atacou:

“Ele simplesmente não vale £25 milhões”

Ele disse também que sabe que a torcida tem heróis – se referindo a Tevez – e que respeita seu pensamento, apostando no que ele achava que era o correto.

O fato é que a ida de Tevez pro City caiu toda em cima do rabo de Ferguson. E com razão.

Não tem justificativa o fato de Tevez ser banco do Park no jogo mais importante do ano do Manchester United.

Quem assistiu ao jogo viu a péssima formação tática da equipe de Old Trafford.

E a falta de talento de Park.

Talento esse que Tevez tem de sobra, junto com raça e determinação, ingredientes que teriam sido muito úteis para as pretensões do Manchester naquele jogo.

Será mesmo que o técnico inglês não consegue ver futebol no craque argentino?