h1

O campeão voltou(parte 2)

20/08/2009

Foi muito previsível.

No retorno de Rogério Ceni ao SPFC, o time venceu o pré-rebaixado Fluminense.

Eu já apostava no placar e coloquei muitos jogadores do São Paulo no meu time do Cartola. E o viado do Washington não fez nada. É dose… bem que poderia ter saído um golzinho do Coração Valente.

No mais, o que dizer do São Paulo que já não foi dito nos últimos quatro anos? É o maior exemplo de profissionalismo do futebol brasileiro. Dá estrutura e condições a seus atletas.

Muricy, o tricampeão, sai depois de um desgaste natural, o time passa por uma “crise” e chega um novo técnico. Logo, os jogadores, acostumados a um ambiente vencedor de foco e cobranças, entram em campo pra jogar bola e engatam uma série de vitórias.

O torcedor tricolor que afofe bem as almofadas do sofá, porque vai ser assim por muito tempo. Porque a administração do São Paulo, mesmo tendo uma série de falhas, ainda está muito, mas muito a frente do que os outros clubes apresentam. E cara, vai demorar para que alcancem seu nível de excelência.

O clube não gasta dinheiro com contratações bestas. Sim, erra em alguns jogadores, mesmo porque é impossível todo reforço vingar, mas não joga dinheiro fora. Mas o mais importante é o modo de trabalho: o SPFC é frio, eficaz e impiedoso. Precisa fazer ponto, vai lá ganha e acabou. Próxima semana, mesma coisa. Sabe encarar o torneio como uma longa decisão em que falhas não são toleradas. E que acertos são fruto de trabalho duro, se tornando rotina.

O exato oposto desse cenário: Sport 4 x 2 Flamengo. O time carioca abriu 2 x 0 fora de casa em menos de meia hora. Tinha o jogo nas mãos. Três pontos importantíssimos que teriam feito toda a diferença para o time dentro do campeonato. Um típico resultado são paulino. O que aconteceu? Em oito minutos, o time pernambucano marcou quatro gols e humilhou o Flamengo.

Na mesma situação, o São Paulo manteria a calma, tocaria a bola e seguraria o resultado até o final da partida. Não goleia, mas também não entrega. O Flamengo se desesperou com o resultado, ficou bobo, perdeu a cabeça, perdeu o controle do jogo e entregou gols em falhas grotescas e falta de atitude. Faltou preparo. Exatamente o que sobra ao São Paulo.

Eu não tenho dúvida de que serão os campeões de 2009. Vou além, já digo que serão penta em 2010. Ano após ano, fui mudando minha percepção sobre os títulos do SPFC. Primeiro me causaram desespero, depois me causaram raiva, depois inveja e hoje me causam esperança. Porque o São Paulo é a prova que o trabalho bem feito tem resultado dentro de campo. E um quarto título talvez faça a diretoria do Flamengo acordar e perceber que lá dentro está tudo errado e que só assumindo uma postura profissional o time voltará a ser o gigante que sempre foi.

E viva o Richarlyson.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: