Archive for 12 de janeiro de 2010

h1

Os 20 gols mais bonitos da década

12/01/2010

O tablóide inglês The Sun publicou uma lista com os 20 gols ingleses mais bonitos da década. Tem golaço de Henry, Cristiano Ronaldo, Zola e de mais uma porrada de gente. Confira o Top 20 da publicação logo abaixo:

20. DIETMAR HAMANN, 17 de março de 2004 – Liverpool 3 x 0 Portsmouth

Após cruzamento de Michael Owen, o alemão Hamann acerta um voleio espetacular, sem chance para o goleiro Shaka Hislop.

19. THIERRY HENRY, 16 de novembro de 2002 – Arsenal 3 x 0 Tottenham

Uma clássica mostra do talento do francês Thierry Henry – aquele do gol que eliminou o Brasil da Copa em 2006. Ele pega a bola na defesa e avança o campo todo antes de concluir para o gol, causando o delírio da torcida.

18. MATTHEW TAYLOR, 9 de dezembro de 2006 – Portsmouth 2 x 0 Everton

A bola sobrou no alto a poucos centímetros fora do círculo central. O zagueirão Matthew Taylor não quis nem saber: desceu a bicanca dali mesmo e marcou um golaço.

17. DAVID BENTLEY, 29 de outubro de 2008 – Arsenal 4 x 4 Tottenham

Mais um chutaço do meio da rua. David Bentley manda um sem-pulo de quarenta jardas e guarda um golaço histórico.

16. WAYNE ROONEY, 19 de outubro 2002- Everton 2 x 1 Arsenal

“Era pra ele ter apenas 16 anos” lamentou o técnico Arsene Wenger do então campeão Arsenal, depois de Wayne Rooney deixar para toda a Inglaterra seu cartão de visitas.

Rooney marcou muitos golaços desde então, mas talvez nenhum tão icônico quanto este, marcado no último minuto de jogo. Muito estava por vir…

15. STEVEN GERRARD, 13 de maio de 2006 – Liverpool 3 x 3 West Ham

Final da Copa da Inglaterra. O Liverpool vencia por 3 a 2 e ia perdendo o título para o West Ham. Aos 46 do segundo tempo, a bola espirra pra fora da área e Gerrard manda um canudo, no cantinho, empatando a partida e levando o jogo para a prorrogação.

No final, o jogo foi para os pênaltis e o Liverpool faturou o caneco ao fazer 3 a 1. Tudo graças ao golaço de Gerrard.

14. JON HARLEY, 8 FEBRUARY 2003 – Fulham 2 x 1 Aston Villa

Foi um senhor balaço, inacreditável. Mas Harley acreditou, disparou e acertou uma bomba de 40 jardas de distância.

13. JAMES McFADDEN, 15 de abril de 2007 – Eberton 2 x 1 Charlton Athletic

Depois de alguns chutões, um pouco de plasticidade técnica. McFadden aplica, de leve, um lençol no adversário e antes da bola cair no chão emenda o sem-pulo, pro fundo das redes. Maravilha de gol.

12. ROBIN VAN PERSIE, 30 de setembro de 2006 – Charlton Athletic 1 x 2 Arsenal

Arsene Wenger ficou uma década no Arsenal esperando por um gol como esse – e mais tarde admitiu que nunca veria outro igual.

Van Persie pegou o cruzamento num voleio único, no dia em que o chefe Wenger completava dez anos de Arsenal.

E o técnico francês afirmou: “Foi inacreditável. Foi o gol de uma vida”.

11. PAUL SCHOLES, 25 de março de 2000 – Bradford 0 x 4 Manchester United

Scholes completa a cobrança de escanteio de David Beckham com um voleio de fora da área.

10.

10. CRISTIANO RONALDO, 5 de maio 2009 – Arsenal 1 x 3 Manchester United

Cristiano Ronaldo marca um golaço de falta, ajudando a afundar o Arsenal na Champions do ano passado. Questionado sobre o gol, o craque recorreu a humildade: “é apenas o que eu faço”.

9. MAYNOR FIGUEROA, 12 de dezembro de 2009 – Stoke 2 x 2 Wigan

Um gol de falta de antes da linha do meio-campo. Não precisa falar mais nada.

8.

8. GLEN JOHNSON, 22 de novembro de 2008 – Portsmouth 2 x 2 Hull

Eleito o Gol do Ano na Inglaterra. Glen Johnson mata a bola no peito e, antes que caia, acerta um chutaço cheio de plasticidade.

7. EMMANUEL ADEBAYOR, 15 de setembro de 2007 – Tottenham 1 x 3 Arsenal

Outro gol bastante conhecido. Adebayor mata a bola e, antes que ela caia, manda um voleio pro gol.

6. PAOLO DI CANIO, 26 de março de 2000 – West Ham 2 x 1 Wimbledon

Um chute artístico, um golpe de caratê ou apenas um voleio cheio de estilo? Um golaço.

5. MARIO STANIC, 19 de agosto de 2000 – Chelsea 4 x 2 West Ham

“Super Mario” fez esse golaço logo em sua estréia pelo Chelsea. Duas embaixadas e um chutaço de bate pronto, no ângulo.

4. CRISTIANO RONALDO, 15 de abril de 2009 – Porto 0 x 1 Manchester United

O gol mais bonito de 2009, eleito pela FIFA – batendo injustamente o tento de Nilmar contra o Corinthians pelo Brasileirão. Cristiano Ronaldo mostra que é um jogador de recursos. Avança com a bola dominada e solta o pé.


3. GIANFRANCO ZOLA, 16 de janeiro de 2002 – Chelsea 4 x 0 Norwich

Depois de tantos gols de chutes de longa distância, nada como um golaço mais “brasileiro”. Zola mete um de letra e ajuda o Chelsea a faturar a Copa da Inglaterra.

2. THIERRY HENRY, 1 de outubro de 2000 – Arsenal 1 x 0 Manchester United

Henry teria o direito de reclamar para si a assistência para esse golaço. A bola vem rasteira, ele mesmo joga pro alto e bota por cima, pra dentro do gol, como se fosse a coisa mais simples do mundo. Gol de craque.

1. DENNIS BERGKAMP, 2 de março de 2002 – Newcastle 0 x 2 Arsenal

Quem acompanhava futebol na década de 90 deve se lembrar de Dennis Bergkamp como um meia extremamente talentoso, capaz de jogadas no melhor estilo dos craques brasileiros.

O merecido primeiro lugar da lista fica com essa pintura, talvez o maior exemplo da enorme habilidade do meia holandês.

Arsene Wenger definiu bem o que é presenciar um golaço desse calibre: “Você é abençoado ao ver algo desse tipo quando vai ao estádio”.

Magia pura…

h1

Ronaldinho Gaúcho marcou dois gols… e daí?

12/01/2010

Foi amplamente alardeada no Brasil a vitória do Milan sobre a Juventus em Turim, pela última rodada do Campeonato Italiano. O time dirigido por Leonardo venceu por 3 a 0 com dois gols de Ronaldinho Gaúcho.

O meia brasileiro aproveitou o desempenho no jogo para declarar: “estou em minha melhor forma”.

Ronaldinho mentiu. Não está nem perto de sua melhor forma.

Se ele realmente acha que esse é o melhor futebol que pode jogar, deveria assistir aos vídeos de suas partidas pelo Barcelona quando, aí sim, estava no auge.

A declaração é apenas uma forma de chamar atenção faltando poucos meses para a Copa do Mundo. E funcionou. Dezenas de comentaristas e jornalistas que sequer acompanham o “craque” em ação pelo Milan mostram-se excitados para defender sua ida à África do Sul.

Uma atitude deplorável.

Ronaldinho Gaúcho soma hoje 6 gols e 8 assistências no Calcio. Bons números, sem dúvida. Mas muito aquém do que seu futebol pode produzir.

A cobrança em cima de Ronaldinho tem que ser a maior possível. Estivéssemos falando de Kléber, aquele do Cruzeiro, seria um ótimo desempenho. De Obina, do Flamengo, assustador e engraçado. Mas Ronaldinho foi o jogador mais talentoso surgido desde Maradona e mostrou que tinha plenas condições de entrar pra história à frente de Don Diego como um dos melhores de todos os tempos.

Apenas… não quis, ou faltou vontade ou interesse. Uma lástima.

Não importa o que tenha transformado o endiabrado meia do Barcelona no cansado batedor de pênaltis do Milan. Mas é patético.

Hoje é impensável que esse jogador já tenha sido comparado – de forma muito exagerada – a Pelé, o maior de todos os tempos.

Eu particularmente fico muito puto quando menosprezam o Pelé, na velha tradição brasileira de não valorizar os que foram realmente gigantes.

Ronaldinho prometia ser um dos melhores de todos os tempos, mas nunca chegou perto de Pelé. Mas o Maradona ele botava no bolso, se realmente quisesse.

O problema é que desde que saiu – de forma muito conturbada e polêmica – do Barcelona, nunca mais voltou à velha forma. Pode bater quantos pênaltis quiser, está longe daquele nível.

Se o verdadeiro fã de futebol já fica irritado com os craques putanheiros que jogam milhões pela janela, como se a maioria dos mortais não tivesse que pagar para jogar bola, o que dizer quando o “melhor que Pelé” disputa uma Copa do Mundo pífia, com atuações medíocres e que termina numa das eliminações mais vergonhosas do Brasil?

Ronaldinho Gaúcho não merece ir pra Copa. Não tem mostrado futebol para isso. Quando era o melhor do mundo já não rendia o mesmo jogando pelo Brasil. O que esperar dele hoje, quando seu futebol se resume a ocupar a meia esquerda ciscando e tentando lançamentos quase sempre errados?

Seus fãs podem pinçar algumas boas partidas com a Amarelinha, como os previsíveis Brasil x Inglaterra de 2002 e o jogo com o golaço na estréia. Mas isso é passado muito, muito distante. Mais recente que isso, o já mencionado fiasco da Copa de 2006 além da participação ridícula na Olimpíada de 2008. De causar vergonha em quem assistiu.

Um jogador que não consegue se destacar entre Thiago Neves e Jô mostra apenas que já passou do auge. Ou que não tem mais interesse em futebol competitivo, em ser um atleta de alta performance.

Ronaldinho nunca mais vai ser o melhor do mundo. Não acredite nas bobagens que fala apenas porque tem vontade de fazer festa na África do Sul. Sua melhor fase está sendo atualmente, no Milan?

Que fique por lá.

h1

Ribery: Real Madrid ou Chelsea?

12/01/2010

"Pelo menos sou bom de bola"

Uma das novelas mais longas do futebol europeu pode ser definida nas próximas semanas.

Franck Ribery, o Corcunda de Notre Dame do futebol, deve deixar o Bayern e se mudar para um centro mais badalado, bastando obviamente que se pague os 45 milhões de euros estipulados pelo clube alemão.

O destino de Ribery deve ser Espanha ou Inglaterra, mas precisamente Real Madrid ou Chelsea. E o jogador falou ao The Sun que pretende decidir o quanto antes:

“Os mesmos nomes aparecem. As pessoas falam sobre o Real Madrid e o Chelsea, e são dois grandes clubes.

Eu não acredito que vá ser uma novela que se extenderá por muito tempo. Acho que tudo vai ser decidido dentro de dois ou três meses. Eu gostaria que tudo estivesse acertado antes da Copa do Mundo”.

O pessoal aqui do Blog do Titan espera que Ribery vá para o Real Madrid e continue a formação dos neogalácticos.