h1

A volta do Pequeno Robson

08/02/2010

Pequeno Robson está de volta ao futebol brasileiro. Agora, mais do que nunca, oficialmente.

Ele já havia sido superexposto quando de sua viagem a São Paulo, para mais uma vez atuar pela equipe do Santos. Vimos o Pequeno Robson no aeroporto, se apresentando, na coletiva de imprensa, numa festa em pleno gramado da Vila Belmiro, organizada apenas para recebê-lo, na pele de um azarado torcedor do Manchester City que hoje deve lamentar muito a infeliz idéia de tatuar o então novo ídolo para sempre no corpo.

Por algumas semanas, Pequeno Robson apenas esperou.

O bom momento do time de futebol profissional do Santos ajudou a criar mais expectativa em torno da volta de Pequeno Robson ao time da Vila, principalmente devido ao jogo de alto nível apresentado pelo jovem Neymar, o novo Pequeno Robson.

Ontem, contra o São Paulo. A espera acabou. E Pequeno Robson reestreou no futebol brasileiro.

(fogos)

Começou tocando pouco na bola. Lento, economizando na movimentação. Que é isso Pequeno Robson, só tocando de primeira? Cadê as pedaladas? Calma, calma…

O jogo segue. Pequeno Robson e Neymar, o novo Pequeno Robson tentam criar magia. Fazem uma boa tabela que termina em conclusão do Pequeno Robson. Mas é pouco, ainda pode ser classificado como “estréia discreta”.

O relógio bate 40 minutos do segundo tempo(?).  O Santos ataca pela lateral. O zagueiro do São Paulo marca a bola, deixando Pequeno Robson livre, livre. Esqueceu do Pequeno Robson? Será que reportagens diárias nos maiores veículos de comunicação do país não são o suficiente para fazer com que o adversário lembre-se da presença do Pequeno Robson?

Pois o próprio Pequeno Robson tratou de reforçar a memória do zagueiro bambi; o complemento da jogada, que começou com o cruzamento vindo da lateral, foi um chute de letra. E o desfecho, golaço.

Sim, Pequeno Robson reestreou marcando golaço. E o jogo estava 1 a 1, ou seja, não apenas Pequeno Robson marcou um tentaço, como foi o próprio golo que deu mais três pontos ao time de Neymar, o novo Pequeno Robson.

Pequeno Robson está feliz.

Voltou ao Brasil. Procura novamente o futebol alegre que apenas nossas terras cheias de irreverência, cachaça, pagode, coca, fanta e puta moças de família que exercem ofício de motivos sexual remunerado podem oferecer.

Sorria Pequeno Robson!

Deixe a raiva para o torcedor do Manchester City que teve que aguentar meses de inoperância esportiva em terras inglesas celebrados em um gol antológico. Por outro clube. Não o que pagou exorbitantes milhões de euros pelo seu passe, Pequeno Robson. Outro clube.

E, junto do Pequeno Robson, vamos fazer de conta que faz meses que o Pequeno Robson também só vem enganando pelo Selecionado Brasileiro de Football da CBF. Afinal, é ano de Copa do Mundo.

Pergunta: o que é mais ridículo, um marmanjo de 37 anos chorar, fazer bico e bater o pé em rede nacional ou dar um dos maiores exemplos de hipocrisia já vistos no futebol brasileiro?

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: