h1

New York Cheesecake

09/03/2010

Semana passada resolvi dar um pulo ao The Basement English Pub aqui em Blumenau. Sempre é uma opção válida, mas o que me levou a decidir pela pequena viagem ao local foi uma informação contida no Jornal de Santa Catarina que afirmava que o estabelecimento passaria a servir, desde aquela sexta-feira, novas opções no cardápio.

A que me chamou a atenção foi o New Yor Cheesecake, exatamente esse da belíssima foto acima.

Quando morei nos Estados Unidos, comi uma porrada de cheesecake. No restaurante em que eu trabalhava eles serviam como sobremesa um cheesecake de Oreo(aquela bolacha que é tipo uma Negresco de lá) que era a sobremesa que mais saía naquele estabelecimento. E, de todos os cheesecakes que eu comi por lá, disparado o melhor.

Teve uma vez – esse foi um dos melhores dias – que eu havia recém-chegado ao cassino e o pessoal do restaurante estava todo se dirigindo a um elevador localizado na cozinha de outro restaurante, ao lado do nosso. Passou por mim um chef, que era mais amigo meu que o resto, e com poucas palavras me pediu para seguí-los.

A gente entrou no elevador e saiu no segundo andar, local onde se localizavam as muitas salas de reuniões e espaços para congressos. Entramos numa sala vazia, vazia de gente, onde uma reunião de negócios havia se encerrado. Várias mesas estavam colocadas em volta do centro da sala, montando uma espécie de buffet que serviu como coff break do evento. E, como prato servido no coffee break, cheesecake. Muitos. De inúmeros sabores. Fizemos a limo que tinha sobrado e voltamos para o restaurante, pra mandar ver nos cheesecakes antes de começar a trabalhar. Foi o máximo.

Eu já apreciava a iguaria fazia muito, desde que descobri aqui por terras brasileiras as populares “tortas de requeijão” que basicamente são os primos pobres do cheesecake. Sim, pobre, porque o cheesecake é muito mais elaborado, muito mais saboroso e bombado.

Pra começar, tem de vários tipo, vários sabores, com cobertura, com chocolate, etc… não é só aquela torta e acabou.

Sendo assim, ao ver a foto do New York Chessecake do Pub, me vi na obrigação de provar. Cheguei a ir até o Basement na sexta-feira, mas fiquei demasiadamente entretido com os chopps de 1 litro da Eisenbahn(Pale Ale, sempre) e não deu tempo de conferir o cheesecake. Seria preciso retornar outro dia.

Felizmente a oportunidade surgiu apenas 24h depois do início da minha ressaca e no sábado lá estava eu. Dessa vez, sem condições de encarar chopp de 1 litro, mas com muita fome de cheesecake.

Foi o melhor cheesecake que eu comi na minha vida. Simplesmente delicioso. E deliciosamente simples(depois dessa posso escrever pra Rolling Stone). É macio, bem doce e vem com uma cobertura de blueberry muito gostosa. Superou até o cheesecake de oreo lá do restaurante, apesar do meu não ter vindo com aquelas bolas de sorvete que mostra na foto acima.

O único senão é que a fatia é pequena demais se comparada à tradicional porção de um cheesecake americano. Lá as fatias são muito mais bitânicas. Entendo que isso se deva à nossa cultura brasileira de serviços miúdos e de racionamento de produtos, como os inacreditáveis copos de 300 ml de refrigerante do McDonald’s(a água do Pub também tem os absurdos 300 ml).

Me empolguei tanto com o New York Cheesecake que corri atrás de uma receita pra fazer aqui em casa. Agora é só descobrir o que são algumas panelas de nome estranho e mãos à obra. Quando ficar pronto eu posto a receita aqui(se ficar bom) e algumas fotos(se ficar bonito).

Até lá, sugiro que deêm um oba lá no Pub pra comer o deles.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: