h1

África do Sul 0 x 3 Uruguai

16/06/2010

A imagem acima é o retrato exato do futebol sulafricano: feio, apático, aborrecido, bundão…

A Seleção da casa levou um chocolate do Uruguai e periga ser o único representante do país sede a não se classificar para as oitavas de final numa Copa do Mundo.

Ou melhor, sejamos honestos: a África do Sul está eliminada do Mundial.

Se o futebol muleque e cheio de erros dos Bafanas conseguiu enganar, arrancar um pouco de criatividade e até um golzinho na primeira rodada, hoje, a história foi muito diferente.

Quem acompanhou a partida testemunhou um bando em campo, enquanto o Uruguai se apresentava de forma incisiva, buscando o resultado a todo o tempo.

O placar, que já é bem aberto, fica ainda mais elástico se considerarmos o alto nível técnico da competição, onde são raros mais de dois gols por partida, quanto mais da mesma equipe. Mas não tem jeito. Os africanos são muito ruins de bola.

A imprensa esportiva até que tentou, cavou adjetivos favoráveis, sempre destacando a velocidade dos jogadores, a alegria do futebol da África do Sul e até mesmo a experiência de Carlos Alberto Parreira, que segue invicto em Copas do Mundo: ainda não venceu nenhuma partida dirigindo uma Seleção Nacional que não fosse o Brasil.

Diego Forlán, que vem fazendo um bom campeonato, marcou duas vezes. No primeiro deu a impressão de que o goleiro poderia ter alcançado a bola, mas não sei. E, no segundo, acho que foi impedimento antes de ter acontecido o pênalti. Mas isso é discussão pros Arnaldos e Tira-teimas da vida…

No final, a África do Sul ainda foi premiada com o terceiro gol.

Fim da linha, a não ser que aconteça uma combinação matemática de resultados toda impossível. O futebol prega lá suas peças, mas daí pra acreditar que isso possa acontecer…os sulafricanos já podem escolher para quem vão soprar as vuvuzelas nas próximas partidas.

Aliás, nem após a consolidação da surra uruguaia e da maioria de torcedores da África do Sul terem abandonado o estádio, o som das vuvuzelas se calou. Tô começando a achar que é gravado esse negócio, porque também quando filmam a torcida nunca tem ninguém soprando as irritantes cornetinhas.

E falando em cornetas, amanhã é um dia bastante especial para o torcedor brasileiro: tempo de secar Argentina e França num intervalo de poucas horas.

É mais fácil o México derrotar a França que a Coréia do Sul aprontar pra cima da Argentina, mas a possibilidade de ver o Maradona com aquela barba cheia de pó saindo derrotado, com a maior cara de bunda, é tentadora demais e vale o esforço de se acordar cedo na quinta-feira.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: