h1

Guarani 2 x 1 Flamengo

29/08/2010

O que foi que aconteceu?

O Flamengo venceu o Guarani por 1 a 0 em Campinas na tarde de domingo. Aí, o Guarani foi lá, fez dois gols e o Flamengo perdeu. E aí sim a partida terminou.

É normal que o torcedor encare o resultado aos 46 do segundo tempo como definitivo. Agora, o que não pode acontecer, são os jogadores pensarem da mesma forma antes do juiz soprar o apito final.

E foi exatamente o que fizeram. O Guarani, inferior no jogo todo, não quis nem saber e inventou dois golzinhos cagados nos acréscimos. Méritos do Bugre? Não, deméritos do Flamengo. Certo, toda vitória acontece graças ao esforço de uma equipe, da capacidade de acreditar no impossível, mas não tem desculpa. Era um jogo ganho.

Fosse Bruno ainda o goleiro do Flamengo, seria destroçado pelos críticos pelos gols que Marcelo lomba levou. Mas faça-se justiça, não falhou em nenhum dos dois tentos, pois houve desvio de jogadores flamenguistas em ambas as oportunidades.

Como estamos no Brasil, a pergunta que a torcida faz é a de sempre: de quem foi a culpa?

Eu não acredito muito em culpas individuais dentro de um campo de futebol e acho que são diversos os fatores que levam uma equipe da vitória certa à derrota desastrosa. Mas a culpa foi do Val Baiano.

É inconcebível que um atacante, um centro-avante, atuando na escola pentacampeã de mundo de futebol, vestindo a número 9 do clube de maior torcida do mundo não tenha a capacidade de dominar uma bola e marcar um gol cara a cara com o goleiro ou apenas de testar uma bola pra dentro de um gol vazio.

Claro que a falta de capacidade da MULA GORDA do Val Baiano não serve como desculpa para a frouxidão exibida pelos atletas rubro-negros ao final da partida. Mas, recapitulando os acontecimentos desta tarde, entre omissão e incompetência, é o semblante de vendedor de feijoada do Val Baiano que me causa mais raiva.

Alguns ainda acreditam que o problema do Flamengo é o preparo físico. É sério isso? Porque se fosse mesmo o que veríamos seriam jogadores tentando correr em cima de Reinaldo, quando este recebeu a bola livre de marcação e arrematou. Ou se esforçando para marcar a cabeçada de Aílson. Nesse cenário, de suposta falha no preparo físico, a vontade está lá, mas falta a capacidade muscular.

Não foi o que houve. Não foi esforço sem resposta ligeira do corpo. Foi acomodação e desleixo.

Silas, coitado, foi até o estádio acompanhar a situação da equipe que acabou de assumir. Deve ter ficado desanimado. Apesar de mostrar várias qualidades e algum potencial, os problemas do Flamengo atual são muito, muito preocupantes.

Talvez demore algumas rodadas para que monte seu time ideal ou para que, na base da motivação, uma de suas especialidades, consiga tirar do organismo rubro-negro o vírus responsável pela falta de comprometimento da equipe. Será necessário muita paciência, tanto por parte do treinador quanto da torcida.

Muito embora bastará que não escale mais Val Baiano esntre os titulares para que caia de imediato nas graças da Nação.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: